Segurança durante a Exposerra será reforçada com importantes parcerias

A segurança durante a Exposerra sempre foi um dos assuntos com maior atenção por parte da organização da festa e tem agradado o público. Na última edição do evento, uma pesquisa revelou que 95% das pessoas que estiveram no Parque de Exposição dos Produtores Rurais de Tangará da Serra aprovaram o esquema que foi montado para assegurar a participação de todos da melhor forma.

Para já ajustar os detalhes para a Exposerra 2019, uma reunião foi realizada nea terça-feira (13), no Sindicato Rural. Judiciário, Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Força Tática, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar, Agentes da Infância, OAB, empresa de tecnologia, equipes de segurança privada e a comissão organizadora estiveram juntos para debaterem as táticas para que não somente o Parque de Exposição tenha segurança total, mas toda a cidade e os trajetos que envolvem o evento.

Todas as partes envolvidas foram unânimes em dizer que a sincronia do trabalho será de extrema importância para o bom andamento da Exposerra e a política preventiva será adotada de forma minuciosa em todos os setores da festa. Várias câmeras serão espalhadas em pontos estratégicos que fornecerão imagens para Polícia Militar e Civil, em um trabalho voltado para a prevenção de delitos, o que também irá auxiliar no trabalho de mais de 150 seguranças privados.



De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra, Reck Junior, o conjunto de ações será muito importante para o resultado final. “Trazer a família e amigos, além de receber pessoas de outras cidades requer uma preocupação especial. O empenho de todas estas pessoas envolvidas na segurança da Exposerra faz com que ela se torne um grande exemplo em todo o Brasil”, destacou.

O Ten. Cel. Vanilson da Silva Moraes, comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar de Tangará, disse que umas das estratégias adotadas será um trabalho que adequará um projeto da Secretaria de Segurança, chamado ‘Blue Light’.

 “Com ele é possível criar uma barreira virtual em Tangará da Serra, com câmeras espalhadas por toda cidade, onde possamos identificar veículos roubados ou furtados, que ao passar em um raio de ação da câmera, já seja identificado e acusado em nosso painel. Por exemplo, se o veículo for roubado ou furtado e tiver um adesivo ou uma placa com algum escrito, ao passar pela câmera, ela o identifica e aciona o alarme”, explicou.

Para o delegado regional da Polícia Civil, Alexandre Franco, as imagens ainda auxiliarão para produzir provas em processos futuros com delitos cometidos dentro da Exposerra ou na cidade, durante os dias da festa.

“Essas câmeras servirão como norte para encontrar determinado indivíduo que tenha cometido algum crime e, também, para produzir provas posteriores para um possível inquérito policial ou ação penal. Também iremos trazer para dentro do evento uma unidade de delegacia ambulante que contará com todo aparato necessário”, afirmou Franco.

A empresa responsável por toda a tecnologia da festa fará também um outro tipo de monitoramento com câmeras de segurança, complementando o trabalho da Polícia. Serão quatro câmeras de 360 graus em pontos específicos, além de outras três câmeras em locais de maior ocorrência. Uma central será montada para monitorar todas as imagens e, inclusive, os equipamentos farão o reconhecimento facial de todos que entrarem no Parque de Exposição, para auxiliar na identificação das possíveis ocorrências.

Menores de idade

Sobre a participação de crianças e adolescentes na Exposerra, a Dra. Leilamar Aparecida Rodrigues, juíza da Segunda Vara Cível, especializada em Família, Sucessões, Infância e Juventude e o promotor Dr. Caio, frisou a importância do trabalho de prevenção e o controle inicial para segurança dos menores de idade dentro da festa.

“Temos que reforçar sempre a importância dessa atenção especial na portaria, fiscalizando a entrada de todos. A população precisa se conscientizar que todos devem trazer os documentos para se identificar, levar os documentos das crianças e dos adolescentes também nos possibilitando identificá-los. E para quem for responsável legal por essa criança ou esse adolescente, vale a mesma recomendação”, comentou.

A magistrada ainda ressaltou que aqueles que não estiverem acompanhados dos pais, deverão portar uma autorização assinada e reconhecida em cartório.

 

 

 

 

 

 

Autor: Assessoria de Comunicação

Links Úteis

Endereço: Av. Lions Internacional, 2.650-W – Vila Esmeralda, Parque de Exposições
Telefones: (65) 3325-0142
Horário: Seg. à Sex - 07:30 às 11:00 - 13:00 às 17:30